terça-feira, 5 de maio de 2015

Com Saudades da ASAE

Quando ela aparece, toda a gente reclama, mas agora ela não existe, bem falta nos faz.
Na Ucrânia, não existe ASAE ( Autoridade de Segurança Alimentar e Económica ), ou pelo menos eu nunca ouvi aqui falar de tal coisa por aqui.

Os pratos que encontro nos restaurante aqui de Lviv, são em geral bons. A comida a meu ver é bem melhor do que por exemplo em outros países a Ocidente da Ucrânia.
 Agrada-me especialmente poder encontrar com facilidade refeições à base de peixe.
O problema que entretanto me tenho vindo a aperceber é o da qualidade dos ingrediente utilizados.

Na passada 5ª-Feira fui a um restaurante de pronto-a-comer, onde costumo ir com frequência. A comida costuma ser sempre boa. Mas desta vez, decidi aventurar-me e pedir algo novo - uma perna de galinha, que estava com um aspeto muito apetitoso. Mas era só mesmo o aspeto que estava bom. Quando a comecei a comer tive de lutar bastante para a conseguir cortar. O sabor não era grande coisa e do pouco que comi foi suficiente para me sentir um bocado mal depois disso.

Entretanto, hoje fui a uma outra cadeia de restaurantes também muito conhecida, que é muito popular na Ucrânia por a comida ser barata e em geral de boa qualidade. Comi um salmão acompanhado de vegetais, que estava uma delicia. 
Depois comi uns cogumelos com um molho de queijo derretido e mais qualquer coisa. E este mini-prato caiu-me mal. Passei a noite toda mal disposto.
Neste mesmo restaurante por várias vezes comi umas fatias de bolos expostos na vitrines. Por duas vezes o bolo era claramente antigo. Nas outras duas, apesar parecer fresco, não tinha grande sabor.

Estas experiências tiveram uma consequência feliz em mim. Nunca mais voltei a comer sobremesa em restaurantes, e tento sempre comer o que me parece ser claramente fresco, por exemplo peixe e legumes e sobretudo, pratos sem molhos ou maionese, pois estes ajudam a esconder o verdadeira sabor da comida (o que é particularmente mau quando está está retardada).

 - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 

Entretanto, há umas semanas atrás conheci uma rapariga aqui de Lviv, que trabalha numa empresa estatal de controlo de qualidade na produção alimentar. Ou seja, a empresa onde ela trabalha vai às fabricas [presumo eu que de surpresa], e  fazem testes sobre a qualidade dos alimentos.

Mas isso era dantes, entretanto o governo deixou de ter dinheiro para pagar esse tipo de analises, de maneira que agora essa análises agora são pagas pelas fábricas, apenas quando esta a requerem e unicamente se as requerem. 


Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.